Sensibilidade de Mama

Como Recuperar a Sensibilidade do Seio Depois do Câncer de Mama?

Com a retirada da mama alguns nervos são cortados e a sensibilidade diminui bastante. Afetando diretamente a autoestima e o desejo sexual.

Segundo uma pesquisa feita pelo Hospital de Câncer de Barretos, 63% das mulheres têm disfunções sexuais após o tratamento do câncer de mama. Entre as queixas: falta de desejo, de lubrificação e de orgasmo. Na população feminina em geral a taxa é de aproximadamente 40%.

Utilizando uma técnica exclusiva e desenvolvida pelo próprio terapeuta neuromuscular, Horst Ulrich Gutbrod, a paciente passará por uma avaliação do estado físico e emocional, e após a análise inicia-se o tratamento, que pode durar de seis a dez sessões.

Desde que iniciou o tratamento já auxiliou diversas mulheres, no Brasil e na Alemanha, a recuperar a sensibilidade da mama e, consequentemente, a autoestima, o prazer e a confiança em si mesmas.

Efeitos do tratamento:
Reativação dos receptores mecânicos: pressão, toque, calor e sentido de dor;
Melhoria da circulação sanguínea do tecido dos seios;
Alteração do tecido da mama, eliminando as fibrosas e recuperando a naturalidade do seio para como antes da cirurgia;
Atenuação da cicatriz, devolvendo à mama seu aspecto natural;
Recuperação do sentido da mama como parte do corpo;
Aumento e fortalecimento da autoconfiança;
Reconquista da sensualidade, aceitando novamente o toque na mama;
Eliminação do falso sentimento de vergonha.